Magnu Sousá

LUZ A TODOS
(Magnu Sousá / Maurilio de Oliveira)
Para rever o mar
Devo amanhecer
Para se ter a paz
Devo anoitecer
Para ser feliz
Mundo a caminhar
Reviver do nada
Em tudo compreender
Que grandeza está na beleza
É que somos íntimos da cor
De um tempo
Em que transforma o nosso amor
Em algo virtual
E o ritual tão natural recebe outro sabor
Que para mim não é o fim, é o verão
Semeia em seu coração, todo jardim
Sem nos cobrar todo seu brilho
No horizonte ao despertar
O “summer sun” de um sorriso